Criança

Isis Valverde descobre sobre morte de criança de 9 anos e desabafa: “Nem um animal faz isso”

Rhuan foi morto pela mãe e pela companheira em Brasilia

Izabel Gimenez

Izabel Gimenez ,filha de Laura e Décio

Isis Valverde se emocionou ao descobrir sobre o que aconteceu com o menino Rhuan (Foto: Reprodução/Instagram @isisvalverde)

Nos últimos dias, um caso chocou o Brasil. Um garoto, de apenas 9 anos, foi assassinado pela mãe e sua companheira, em Brasilia no final de maio. De acordo com o portal Metrópoles, a cabeleireira disse na 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte), onde está presa, que fez isso como uma especie de vingança do ex-marido. “Para mim, foi a solução. Seria hipocrisia minha dizer que não sabia o que estava fazendo, mas [matar o menino] foi a única coisa que passou na minha cabeça”, explica.

Isis Valverde, chocada e visivelmente abalada com a situação, resolveu fazer um desabafo em suas redes sociais e foi muito sincera ao abrir o coração de como estava se sentindo com a notícia. “Demorei dias para deglutir tanta maldade e desumanidade. Passei dias com um aperto no peito sem conseguir falar sobre o assunto. Me feriu a alma ler e escutar aqueles dois monstros falando sobre como massacraram esta criança com a maior frieza do mundo!”, escreveu.

Isis Valverde escreveu texto emocionante sobre a morte de Rhuan (foto: reprodução / instagram)

Se colocando no lugar, pensando no filho Rael, Isis disse não entender como alguém pode fazer isso. “Eu, sendo mãe, não consigo realizar como alguém conseguiu cometer algo tão obscuro como este assassinato. Tive pesadelos envolvendo a história e hoje decidi escrever aqui uma homenagem a esta criança linda, que não escolheu nascer, não escolheu morrer, que não escolheu nada.”

Por fim, pediu que houvesse justiça para o garoto e fez uma oração em nome de Rhuan. “Espero que a justiça seja feita nos céus e na terra, afinal, nem um animal irracional mata sua cria. Não consigo imaginar que tipo de seres são estes que fizeram isto com esta indefesa, amedrontada criança. Quanta dor, quanto medo este menino não sentiu! Deus receba esta alma com todos os louvores dignos de um ser de luz e que os céus nos ilumine e nos livre de criaturas monstruosas como as que ele conheceu. Amém!”.

Entenda o caso do menino Rhuan

No dia 31 de maio, sexta-feira, Rosana Auri Cândido assassinou seu próprio filho com a ajuda da companheira. Apesar do final da história de Rhuan parecer o pior cenário possível, a vida do garoto também foi repleta de dificuldades causadas pela família com quem morava.

“A gente sabe que não foi apenas esse crime [o assassinato]. O Rhuan foi torturado. Elas confessam que o pênis dele foi decepado há um ano. Tenho relatos que estão no processo que esse menino vinha sofrendo desde antes de sair de perto da família. Além da morte, do jeito que elas fizeram com o corpo, as crianças não iam à escola nem ao médico”, explica o vô do garoto, Octávio Moreira em entrevista ao Metrópoles.

A namorada de Rosana, Kacyla  Damasceno Pessoa, disse que quem planejou tudo foi a mãe do menino e se sentiu pressionada a ajudar. “Eu tinha me arrependido e ela ficou brigando comigo. Disse que ia fazer sozinha. Então, eu só auxiliei”, deu sua versão. “Antes de ela fazer isso, eu fiquei segurando o braço dela. Passamos 30 minutos ali. Fiquei perplexa, sem movimentar o corpo“, relembrou. As duas colocaram tentaram queimar os restos do corpo de Rhuan e colocaram em uma mala e duas mochilas.

As duas falaram na delegacia sobre o caso, dá uma olhada no vídeo:

 Leia também:

Sempre alerta! Saiba porque você não deve tomar remédios na frente dos seus filhos

Bebê se enforca com a babá eletrônica e pais fazem alerta

Sempre alerta: menino de 5 meses morre após circuncisão feita em casa