Criança

Menino fica surdo depois de acidente doméstico e mãe faz alerta

Os pais estão sendo aconselhados a estudar linguagem de sinal

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Theodore ficou dez dias internados (Foto: Reprodução/Facebook Heath Bowkett)

Theodore Bowkett tem apenas dois anos e já passou por muita coisa. O menino ficou surdo do ouvido direito depois de um acidente em casa. E para ajudar outras famílias a não passarem por isso, os pais da criança fizeram questão de tornar a história deles pública.

A família australiana passou por 10 dias sofridos no hospital depois que Theodore caiu do braço do sofá e bateu com a cabeça no chão. A queda fez com que ele sofresse um traumatismo craniano e danificasse o tímpano direito.

Os pais do garoto conversaram com o News.com.au e deixaram um alerta para todas as família. “Uma queda simples pode mudar sua vida completamente. Se você está preocupado, achando que algo está errado com o seu filho, vá para o pronto socorro”, disse Heath Bowkett.

Theodore ficou surdo aos dois anos de idade (Foto: Reprodução/Instagram @kathleennbowkett)

As consequências

Kathlenne Bowkett, mãe do menino, disse que o fato dele ter perdido a audição de um ouvido tão novo pode fazer com que ele tenha dificuldades na fala. “Fique de olho neles”, reafirma a mãe.

Os pais do menino também foram avisados de que Theodore muito provavelmente ele precisará passar por terapias para fala, como por exemplo fonoaudiologia. Alguns médicos até sugeriram que eles aprendessem LIBRAS (linguagem de sinais).

E impossível controlar todas as ações de uma criança, os pais do menino certamente não o deixaram cair de propósito, mas é importante saber que se o seu filho cair ou se machucar e der alguns sinais como: sonolência, vômito ou inchaço, leve ao médico.

Empatia 

A menina acompanhou a Cinderella para um show de línguas de sinal na escola (Foto: Reprodução/Facebook Dayton Consolidated School)

A escola primária Dayton Consolidated, nos Estados Unidos, entrou em uma campanha bem importante. Todos os alunos aprenderam a usar LIBRAS só para se comunicarem com a nova aluna Morie Belanger, uma menina que nasceu surda. O mais legal disso tudo é que os alunos decidiram fazer isso por conta própria.

As crianças ficaram sabendo que eles iriam receber a primeira aluna surda da escola e decidiram que ela tinha que se sentir acolhida e confortável. A instituição apenas pendurou alguns cartazes dizendo que iria oferecer aulas de língua de sinais.

Kimberly Sampietro, diretora do colégio, falou sobre a experiência de ter Morie por perto. “Ela trouxe uma cultura para a nossa instituição que não tínhamos antes. Graças à sua chegada, todos os alunos aprenderem o alfabeto ASL (sigla da língua de sinais em inglês). As crianças realmente a abraçaram. Eles olham para ela e querem tê-la por perto”, disse em entrevista à CNN.

Morie foi diagnostica quando tinha um ano de vida com uma síndrome tão rara que nem tem nome. Por mais que ela use aparelhos auditivos, precisa da língua de sinais para se comunicar. A escola gostou tanto da adesão dos alunos nessa campanha e quis recompensá-los por isso.

Na última semana, as crianças receberam a vista de ninguém menos do que a própria Cinderella. A princesa da Disney. Ela entrou no refeitório durante o intervalo e deu um show, cantando com a voz e com língua de sinais. E claro que Morie estava acompanhando a personagem.

Assista abaixo a live que a escola publicou com a visita da Cinderella:

O próximo vídeo é da reportagem da CBS sobre o envolvimento das crianças com a chegada da aluna com deficiência auditiva:

Leia também:

Casal surdo brasileiro decide adotar criança com surdez 

Como são as conversas entre uma bebê surda tagarela e sua mãe? Você precisa ver esse vídeo 

Casal de surdos tem o parto da filha narrado por intérprete de Libras: “Emoção que não consigo explicar”