Criança

Você sabia que 21% das crianças deixam de comer ou dormir para usar a internet?

A maioria dos acessos é pelo celular

Rhaisa Trombini

Rhaisa Trombini ,Edileyne e Geraldo

Monitore o uso do celular do seu filho (Foto: iStock)

Segundo pesquisa Tic Kids Online-Brasil, realizada pelo Comitê Gestor da Internet (CGI), 80% das crianças entre 9 e 17 anos tem acesso à internet. 83% desses usam o celular para se conectar e 66% acessam mais de uma vez por dia.

O uso da tecnologia não seria um problema, mas os resultados mostraram que 21% das crianças e adolescentes analisados deixam de comer ou dormir por causa da internet.

Além disso, mais de 80 pesquisas foram revisadas pelo Fundo Mundial para Pesquisa em Câncer e indicaram que o uso de tablets e celulares aumentam a obesidade infantil. A Organização Mundial da Saúde divulgou que o número de crianças obesas aumentou 10 vezes nas últimas 4 décadas.

O diagnóstico de obesidade aumenta a incidência de outros problemas de saúde, como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes, artrose, cansaço, refluxo esofágico, entre outros, além de aumentar as chances de desenvolver câncer como de mama, de colo, nos rins, fígado, ovários, pâncreas e próstata.

Para os especialistas da Sociedade Brasileira de Pediatria, os pais devem limitar o tempo de uso do celular a, no máximo, 1 hora por dia para crianças entre 2 a 5 anos de idade. Já com os adolescentes, monitore o uso para que ele não fique sem dormir e não deixe seu filho se isolar.

Leia também:

Pesquisa revela que a maioria dos pais não sentem culpa por usar o celular como “babá”

Crianças que abusam de celulares têm mais chance de desenvolver 8 tipos de câncer, diz pesquisa

Pai defende que todos deveriam poder usar tablets e celulares para distrair o filho sem julgamentos: “Chega de mimimi”