36 ideias de perguntas para manter uma conversa com seu filho

Falar com as crianças não é tão simples. É preciso realmente ouvi-las e entrar no mundo delas. Aqui vão algumas sugestões para você conseguir fazer isso sem grandes dificuldades

Resumo da Notícia

  • Conversar com as crianças não é tão simples
  • É preciso entrar no universo delas e fazê-las sentir ouvidas
  • Aqui vão algumas dicas para você iniciar diferentes tipos de conversas com seu filho
36 ideias de perguntas para manter uma conversa com seu filho (Foto: Getty Images)

Quando se trata de crianças, é uma verdade universalmente conhecida que as conversas podem ser bem hilárias. Mas elas também podem ser bastante desafiadoras. Antes dos bebês começarem a falar, somos instruídos a simplesmente conversar com os filhos sobre o que estamos fazendo e experimentando, a fim de expô-los à linguagem. Com o passar dos anos, no entanto, quando eles já tem vocabulário e passam a responder, as conversas se tornam um pouco mais complicadas.

-Publicidade-

Então, como você envolve seus filhos em conversas reais com você? Uma das melhores maneiras é fazer perguntas. Isso, é claro, é um excelente ponto de partida para pessoas de qualquer idade, mas é particularmente eficaz com crianças pequenas, porque faz com que a conversa desenrole.

“Fazer perguntas para crianças pequenas valida que o que elas têm a dizer é importante“, diz Jann Fujimoto, patologista da fala e proprietário do SpeechWorks, um site que fornece serviços de terapia da fala para crianças de todas as idades. “Fazer perguntas para crianças pequenas e ouvir suas respostas estabelece confiança e um relacionamento com os pais, agora e no futuro”.

-Publicidade-

 

Além disso, a comunicação intermitente com crianças, em qualquer idade, pode ensinar seu filho a pensar com clareza e organizar seus próprios pensamentos adequadamente”. As perguntas podem ser um ponto de partida para discussões sobre como o mundo funciona, quais problemas o seu filho está enfrentando e como resolvê-lo e, de maneira mais geral, como descobrir as coisas”, diz Forrest Talley, Ph.D., psicólogo infantil do Departamento de Pediatria da Universidade da Califórnia em Davis.

Reunimos algumas das melhores perguntas para começar uma conversa. Mas antes de começar a perguntar, reserve um tempo para ouvir o que o seu filho tem a dizer. “Encontre um momento em que você e seu filho não se sintam apressados ​​ou estressados. Momentos do dia-a-dia, como desfrutar de uma refeição ou lanche juntos, durante o banho, brincar juntos, passear ou preparar a hora de dormir, são ótimas oportunidades para conversar, “diz Fujimoto.

Perguntas para aprender sobre seu filho

Quase todas as perguntas lhe darão um vislumbre do mundo interior do seu filho, mas aquelas que se concentram em aspirações, segurança e medos abrem ainda mais o caminho, explica o Dr. Talley. Aqui estão algumas perguntas a seu filho que o ajudarão a aprender mais sobre essa personalidade em desenvolvimento e a ajudá-lo a entrar em contato com suas emoções.

  • Existe algo de assustador nesse filme / brinquedo / história?
  • Fazer isso faz você se sentir corajoso?
  • Que superpoder você gostaria de ter?
  • O que você mais gostou na sua viagem ao parque / shopping / playground?
  • O que você menos gostou na sua viagem ao parque / shopping / playground?
  • O que você mais gosta em cuidar do nosso cachorro?
  • Do que você mais não gosta (algo que frequentemente causa colapsos)?
  • Quem você será quando crescer?
  • Como você se sente quando alguém está doente?

Coisas divertidas para perguntar ao seu filho

Quando seu filho está nos estágios iniciais da comunicação, é importante manter as coisas divertidas e alegres. Eles vão adorar o seu senso de humor – e desenvolver o deles. Para isso, inclua as perguntas abaixo nos seus diálogos:

  • No que você é realmente bom?
  • Quantos anos você tem?
  • Qual a altura do papai?
  • Qual é a melhor coisa deste livro?
  • Para onde você acha que as bolhas vão?
  • O que a comida pensa quando a comemos?
  • Você prefere comer um pedaço de bolo ou um biscoito? Por quê?
  • Para onde você iria se pudesse voar?
  • Gostaria de nadar como um peixe?
  • Como cheiram os morangos?

Perguntas bobas para fazer ao seu filho

“O melhor das perguntas bobas é que as crianças dessa idade pensarão que você é hilário por fazer uma coisa dessas”, diz o Dr. Talley. Aqui vão algumas dicas:

  • Que tipo de monstro você seria? Você pode desenhá-lo?
  • Que tipo de animal você seria?
  • O que o nosso animal de estimação diria se ele pudesse falar?
  • Quão alto é você?
  • Que cor você teria se pudesse ter alguma cor?
  • O que aconteceria se você comesse bolinhas?
  • Os lagartos têm ouvidos?
  • E se os gatos tivessem barbatanas?
  • O que aconteceria se esse brinquedo fosse real?

Perguntas para fazer seu filho pensar

“As crianças nessa idade adoram falar sobre ‘favoritos’ – seu sabor favorito de sorvete, filme favorito, a melhor hora do dia, entre outros”, diz o Dr. Talley. Vá mais fundo perguntando por que algo é o favorito do seu filho. É uma ótima maneira de fazê-los pensar em seus gostos e desgostos. “Compartilhar seu próprio item favorito vai aprofundar sua conexão com o seu pequenino”, acrescenta o Dr. Talley.

  • Qual é a sua coisa favorita para fazer?
  • Quem é a sua pessoa favorita?
  • O que faz você se sentir triste?
  • O que é o amor?
  • O que você mais ama na sua avó e no seu avô?
  • Que festa gosta mais? Por que?
  • Qual desses adesivos você escolheria? Por quê?
  • Qual é a sua forma favorita?

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-