Família

O 6º Seminário Internacional Pais&Filhos foi demais! Vem conferir os detalhes

Reunimos muita gente bacana durante um dia inteiro para falar sobre tudo o que muda com a chegada de um filho

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

A mesa redonda foi show! (Foto: Gustavo Morita)

O ano por aqui acabou bem demais! Às 7 horas da manhã do dia 3 de dezembro a equipe Pais&Filhos estava em peso na Unibes Cultural, em São Paulo, para a realização do 6º Seminário Internacional Pais&Filhos.

Mesmo com dia nublado o público estava animado e a fila grande para entrar e conferir nossa programação. Como em todas as edições levantamos um tema do mundo da maternidade, desta vez nossa bandeira foi: “Maternidade muda tudo (ainda bem!)”.

Afinal de contas, nasce um filho, nasce uma mãe e uma família. A vida não é mais a mesma – nem o trabalho, a maneira de olhar para o futuro e o casamento. E tudo bem! Às vezes, tudo o que a gente precisa é parar, respirar e falar sobre isso.

Pensando nisso, reunimos um timaço de palestrantes como Marcos Piangers, Laura Gutman, Luiz Hanns, Alberto Beltrame, Ana Fontes, Vera Iaconelli, Cris Guerra, Luanda Fonseca, Rafaela Donini, Beto Bigatti e Roberta Bento.

Entre o público, que lotou o espaço e as palestras, as mulheres dominaram e foram maioria novamente, com 91% das inscrições. Mas apesar de número menor, os pais também estiveram presentes. E não se engane, apesar de acontecer em São Paulo, o evento estava muito bem representado, com pessoas de 11 estados do país, sendo: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco, Paraíba, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal.

Para completar a plateia, blogueiros e embaixadores da Pais&Filhos também marcaram presença. Do lado de fora, dentro das sacolas e nos sorteios durante os intervalos a Huggies, nossa patrocinadora, e as marcas parceiras representaram com atividades, produtos e brindes escolhidos a dedo. Para quem não pôde ir, bastava acompanhar as nossas redes sociais e/ou sintonizar na Rádio Bandeirantes. Tomamos conta de tudo e de todos!

8H – FOI DADA A LARGADA!

Nossos crachás fizeram sucesso, como sempre! (Foto: Gustavo Morita)

Os nossos crachás são sempre um sucesso. Quem se inscreveu e fez o upload, estampou a cara do filho.

Lencinhos para secar as lágrimas (Foto: Gustavo Morita)

Os lenços Kleenex secaram as lágrimas de emoção e a Skin Max distribuiu vouchers para uma sessão de tratamento de beleza.

Os chás da Salton e a água da Baby Care foram um sucesso! (Foto: Gustavo Morita)

Para matar a sede, logo na entrada distribuímos chás da Salton (sim, eles têm esse produto e é muito bom!) e água oferecida pela Baby Care.

Além de trocar experiências, quem foi ao evento garantiu uma sacola recheada de brindes como:

8H30

Para dar início, Mônica Figueiredo, mãe de Antonia e diretora editorial, e Marcos Dvoskin, pai de Tanise, Débora e Nelson e presidente da revista, deram as boas-vindas ao público e falaram sobre o privilégio de comemorar 50 anos de Pais&Filhos na 6ª edição do Seminário Internacional.

“Temos muito amor pelo nosso trabalho e acreditamos que juntos é possível formar famílias mais felizes”, disse Marcos Dvoskin (Foto: Gustavo Morita)

 

“Ter filho é um ato de fé. Por isso, trabalhamos para melhorar o mundo inconscientemente”, disse Mônica Figueiredo (Foto: Gustavo Morita)

9H

Marcos Piangers
PALESTRA: MUDA O JEITO DE ENCARAR A VIDA

Pai de Anita e Aurora, Marcos lotou o auditório na primeira palestra do dia. Entre muitas risadas do público, o jornalista compartilhou suas aventuras e aprendizados depois da chegada das filhas.

“Um filho não vem com manual de instruções. E nós, homens, fomos criados apenas para ser pegador ou provedor. Por isso, a gente precisa se reencaixar na sociedade. Você não é menos homem por lavar a louça. Um homem que cuida dos seus filhos tem uma vida mais equilibrada”, disse.

Ele aproveitou para reforçar que, meninos, quando nascem não são preparados para serem pais sensíveis, gentis e honestos – como acontece com meninas. Além de falar sobre a importância da presença do pai na vida de uma criança.

Falando sobre a sua experiência pessoal como pai, Marcos contou sobre como a sua maneira de encarar o futuro mudou depois da chegada das meninas e tudo ficou mais leve, ganhou fantasia. “A Aurora tem esse olhar otimista e muito feliz. Está sempre procurando a beleza da vida. E isso melhorou muito minha visão, em todos os aspectos”, disse.

“Minha mãe me ensinou que um pai ruim não faz falta. Você é pai quando decide estar lá presente de verdade” (Foto: Gustavo Morita)

10H

Laura Gutman
PALESTRA: MUDA A RELAÇÃO COM VOCÊ MESMA

Mãe de Miguel, Gaia e Maiara, a psicopedagoga argentina de cara introduziu o tema e, em seguida, abriu a palestra para perguntas. Laura transformou o espaço em um bate-papo com as mães e pais que estavam presentes na plateia, que adoraram o convite.

Ela tirou várias dúvidas do público sobre o relacionamento com os filhos e até deu um alerta: nós, adultos, muitas vezes não conseguimos acompanhar as crianças e seus mundos e, por isso, acabamos tentando encaixá-las no nosso padrão – o que não é o ideal.

Durante a conversa, Laura disse que as famílias estão cada vez menores, mas isso não é o principal fator na criação das crianças. “O que importa é a experiência cotidiana dela. Podemos ter a família do jeito que for, com dois pais, duas mães, sem uma mãe ou pai, mas o seu filho precisa se sentir amado. Se eu como criança me sinto bem, é porque tenho alguém que me entende no mundo emocional. Tudo depende da interpretação que o adulto faz do mundo emocional da criança”, disse.

Ao falar sobre pais e mães solos, ela chamou atenção para o tamanho da responsabilidade que colocamos nessas pessoas: “É preciso uma tribo inteira para educar uma criança”.

“A família pode ser do jeito que for, desde que a criança seja amada e bem cuidada” (Foto: Gustavo Morita)

11H

Luiz Hanns
PALESTRA: MUDA A MANEIRA DE NAMORAR

E como muda, não é mesmo? O psicólogo, que é pai de Antonia e Júlia, e terapeuta de casais há mais de vinte anos, tirou muitas risadas e fez o público parar para repensar na rotina do casamento e relacionamento com o parceiro.

Segundo Luiz, aquele estresse e a correria do dia a dia impacta diretamente na nossa saúde, finanças e, claro, na vida do casal. “É preciso aprender a hierarquizar, escolher prioridades”, ele conselha.

E isto porque, essa rotina atarefada faz com que tenhamos a sensação de que nossos dias não têm fim e acabamos ficando mais agressivos. Por isso, a dica é que o casal tenha e conserve a conexão emocional. Ou seja, que saibam a importância de se conectarem fora dos papéis de mãe e pai. “Saiam da rotina e invistam na relação. Se reinventem, porque a vida nunca vai ser igual”.

“Encontrem um dia para namorar, nem precisa ser sexo, mas algo que gostem de fazer juntos” (Foto: Gustavo Morita)

12H

FLÁVIA RUBIM: NOVIDADE DIRETO DO FORNO

Para contar o mais novo lançamento de Huggies, Flávia, que é mãe de Cora, Teresa e Antônio, subiu ao palco. A plataforma Mais Abraços é uma mão na roda quando o assunto é compras de fraldas e produtos de higiene para o bebê: estoque é coisa do passado. Você já pode acessar: maisabracos.com.br

A Flávia Rubim trouxe uma super novidade da Huggies! (Foto: Gustavo Morita)

12H10

OS SORTUDOS DA VEZ

Na pausa antes do almoço rolou o primeiro sorteio!
HUGGIES: 1 vale-presente de R$500;
LÉTÈ: 1 kit tal mãe, tal filha;
SKIN MAX: 1 tratamento de rejuvenescimento facial;
LINDT: 1 cesta de Natal;
RI HAPPY BABY: 1 kit;
GARMIN: 1 relógio;
TIPTOP: 1 vale-presente de R$ 500;
CABANAS BACANAS: 1 cordão de luz, 1 cabana infantil e 1 cabana pet;
XALINGO: 1 balanço;
CLICKS DA NINA: 1 ensaio fotográfico com álbum;
INFANTI: 1 cadeira para carro;
SOFITEL JEQUITIMAR: 1 viagem;
MAVSA: 1 viagem.

12H30

RECARREGANDO AS ENERGIAS

O almoço teve gostinho de lembrança de viajar e das férias: Doog, o hot dog do aeroporto, o melhor do Brasil. A fila para pegar o cachorro-quente estava enorme e todo mundo garantiu o seu lanche com pão de massa fina e salsicha de receita exclusiva. Para a sobremesa, tinha fondue Hannover oferecido pela Skin Max, uma delícia!

O hotdog trouxe uma sensação de férias (Foto: Gustavo Morita)

13H30

ALBERTO BELTRAME

O Ministro do Desenvolvimento Social marcou presença em mais uma edição do nosso Seminário. Antes de entrar para a vida política, Alberto foi pediatra (o que tem tudo a ver com a Pais&Filhos, não é mesmo?) e durante sua fala, aproveitou para contar um pouco de como é esse vínculo dos pais com o médico, mas mostrou a visão do lado de lá.

“As mães têm com o pediatra uma relação de muita cumplicidade. A partir daí, entendi a verdadeira transformação que a maternidade causa na cabeça da mulher”, disse.

Ele também emocionou o público ao falar sobre maternidade e trazer a lembrança de sua mãe. “Ela foi mãe e pai, e sobretudo transmitiu a mim e aos meus irmãos a autoestima e a segurança, o que nos ajudou a fazer escolhas maduras”, disse.

Ele também apresentou o projeto Criança Feliz, que engloba gestantes e crianças de até 3 anos do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (PBC), com o foco no desenvolvimento infantil e estímulo emocional. “Ajuda a criança a ser mais sociável, menos agressiva, menos tendente a adição à drogas, entre muitas outras questões”.

“A comunicação entre mães e filhos ultrapassa as palavras, os olhares e qualquer linguagem corporal” (Foto: Gustavo Morita)

14H15

ANA FONTES
PALESTRA: MUDA A MANEIRA DE ENCARAR O TRABALHO. A FORÇA DO EMPREENDEDORISMO

Ana é mãe de Daniela e Emily, especialista em empreendedorismo feminino e para falar sobre o assunto, precisou voltar no tempo e contar sua história.

Ela lembrou de momentos como quando estava no auge da sua carreira em uma multinacional e foi impedida de assumir um cargo por ser mulher e mãe – mesmo tendo todas as outras competências necessárias para a vaga.

“Parece que quando a gente vira mãe, o mercado nos enxerga com menos capacidade, mas na realidade é o contrário”, lembrou. Na época, ela pediu demissão, ficou em casa com a filha mais velha, logo recebeu a aprovação da adoção da caçula e começou a empreender.

Segundo Ana, a maternidade é o principal gatilho para que mulheres se reinventem. E isto porque, ainda hoje, as empresas ainda não sabem lidar com esse momento. “Mulheres empreendem e geram mais impacto social, elas têm olhar mais cuidadoso. Por isso, investir em mulheres é investir na sociedade”.

Atualmente ela comanda a Rede Mulher Empreendedora e ganhou um investimento de 3 milhões do Google para o projeto Womenwill.

“Nós, mulheres, somos 51% da população e mães dos outros 49% que sobram!” (Foto: Gustavo Morita)

15H15

COFFEE BREAK
No intervalo da programação de palestras, pais e mães puderam esticar as pernas, pegar autógrafos, provar snacks e até tomar espumante da Salton. Show de bola!

RÁDIO BANDEIRANTES
Pelo segundo ano consecutivo tivemos a Rádio Bandeirantes como media partner, que fez toda a cobertura. Para quem não pôde ir à Unibes, era só sintonizar o rádio e conferir entrevistas com os nossos palestrantes no programa Rádio Livre com a jornalista Ana Nery, mãe de Marcos e Mariana.

AUTÓGRAFOS
Quem passou pelo Seminário também pôde comprar livros dos nossos palestrantes e convidados da mesa redonda. A Casa de Livros garantiu que todos pegassem autógrafos e, claro, aquela foto para as redes sociais.

15H30

VERA IACONELLI
PALESTRA: MUDA A MANEIRA DE ENCARAR AS MUDANÇAS

Psicóloga e mãe de Gabriela e Mariana, Vera fechou o ciclo de palestras do seminário falando sobre a cultura atual em que vivemos e como ela vai na contramão da maternidade. “Ela é a base da nossa existência, mas parece que não temos muito espaço para acolhimento, reflexão e apoio para as mães”.

Vera ainda jogou luz sobre a dificuldade que os pais têm em lidar com as mudanças que chegam junto com a gravidez e com o nascimento dos filhos. “A gente quer tudo previsto e garantido. Em vez de deixar rolar, ficamos obcecados pela perspectiva do controle”, explicou. E toda essa vontade de estar no controle nos leva a tão famosa culpa, já que mudanças são inevitáveis. Por achar que temos o poder e responsabilidade pelas transformações que virão, assumimos o que sai do controle.

Para não pirar, a dica é encarar as mudanças a partir de outra perspectiva. “A gente tem uma fantasia de previsão do tempo. Os pais acham que vão conseguir prever as questões da parentalidade. Mas na realidade, isso não vai te prevenir e preparar para as mudanças”.

“A gente sabia que ia mudar depois da maternidade, mas não que seria tanto e nem como” (Foto: Gustavo Morita)

16H30

COMO LIDAR COM TODAS ESSAS MUDANÇAS E NÃO PIRAR
Para fechar com chave de ouro chamamos um timaço para participar da nossa mesa redonda, que concluiu tudo o que foi falado ao longo do dia. Mônica Figueiredo, mãe de Antonia e diretora editorial, foi a mediadora do bate-papo.

Durante a troca de experiências, percebemos que a maternidade vem de maneiras diferentes para cada uma.

Para Luanda, que é mãe de João, Irene, Teresa e Joaquim, e educadora parental, por exemplo, foi o gatilho para o entendimento de que o mundo vai além do seu próprio umbigo e que precisamos pensar no próximo.

Já para Cris, que é mãe de Francisco, publicitária e escritora, tornar-se mãe trouxe uma visão completamente contrária – e isso porque, teve que enfrentar o nascimento do filho junto com a perda do marido. Ela contou que precisou entender a sua importância e valor para conseguir se cuidar e ser a base para Francisco.

Para Beto, pai de Gianluca e Stefano, e do Blog Pai Mala, a paternidade trouxe à tona como principal mudança a sua maneira de se enxergar. Ele, que é deficiente físico, precisou de terapia durante anos para se aceitar, mas só depois que seus filhos chegaram, entendeu que a deficiência não interfere em nada quando o amor é suficiente.

Na mesma onda, Roberta Bento, que é mãe de Taís e nossa colunista, emocionou a plateia com sua história de vida. Ela teve muita dificuldade para engravidar e depois lutou duro para criar uma filha independente.

Para Rafaela Donini, que é mãe de Donatella e que acabou de anunciar que está grávida de Vicente, e dirige o portal Primi Stilli, a maternidade sempre fez parte dos seus planos, mas depois de muito tempo projetando, descobriu que esse é o tipo de coisa que não tem data e nem hora marcada – acontece quando tem que acontecer!

A mesa redonda foi show de bola, adoramos! (Foto: Gustavo Morita)

18H

MEGA SORTEIO
Uma vez é pouco. Como sempre, rolou mais um sorteio no final e foi demais! Era muuuuito presente bom!

Esses foram os presentes entregues:
LÉTÈ: 1 kit tal mãe, tal filha;
SKIN MAX: 1 tratamento de rejuvenescimento facial;
XALINGO: 1 balanço;
JACQUET: 1 cesta de produtos;
CABANAS BACANAS: 1 cordão de luz, 1 cabana infantil e 1 cabana de teto;
TIPTOP: 1 vale-presente de R$ 500;
RI HAPPY BABY: 2 kits;
GARMIN: 1 relógio;
INFANTI: 1 cadeira de alimentação, 1 carrinho + bebê conforto;
CEL-LEP: 2 cursos;
LINDT: 1 cesta de Natal;
KALF: 1 cadeira de bicicleta;
NOOS DESIGN: 1 moisés;
CHICCO: 1 cadeira de carro;
TORIBA: 1 viagem;
CLUB MED: 1 viagem;
HUGGIES: 1 valepresente de R$3 mil.

PAIS&FILHOS TV
Andressa Simonini, filha de Branca Helena e Igor, e editora-executiva, comandou as entrevistas exclusivas para a Pais&Filhos TV. Ela passou o dia registrando tudo que aconteceu e conversou ao vivo com Patrícia Macedo, mãe do João e diretora de marketing da Huggies, no Facebook

Leia também:

Vem conhecer os ganhadores do primeiro sorteio do 6º Seminário Internacional Pais&Filhos

7 detalhes do nosso 6º Seminário Internacional Pais&Filhos que estão demais!

Vem conhecer os ganhadores do segundo sorteio do 6º Seminário Internacional Pais&Filhos