8 dicas para criar uma rotina de estudos em casa com o seu filho durante a quarentena

Manter a organização e um ambiente favorável pode fazer toda a diferença para o seu filho aprender mais e melhor

Resumo da Notícia

  • A nova rotina de quarentena se tornou um desafio para as famílias
  • Mas o lado bom é que os pais nunca estiveram tão próximos dos estudos dos filhos quanto agora
  • Separamos algumas dicas para você conseguir criar uma rotina de estudos em casa para seu filho
As aulas em casa são um novo desafio para a família toda (Foto: Getty Images)

No momento atual em que estamos, as famílias precisam adaptar a rotina em casa e criar novos hábitos. A gente sabe que não tem sido fácil conciliar todas as atividades do dia a dia, trabalho, crianças, tarefas domésticas e lazer. Mas o lado bom é que os pais nunca estiveram tão próximos dos estudos dos filhos quanto agora. 

-Publicidade-

Por isso, é ainda mais importante organizar a rotina de estudos das crianças para manter a sintonia entre pai e filho. Nunca é demais repetir: quarentena não é sinônimo de férias e, para que fique claro, é preciso criar um momento para os estudos ao longo do dia. A organização e um ambiente favorável pode fazer toda a diferença para o seu filho aprender mais e melhor. 

“É fundamental que as crianças tenham entre uma e duas horas por dia de atividades relacionadas à aprendizagem de segunda a sexta-feira no mesmo período em que frequentam a escola regularmente”, afirma Roberta Bento, especialista em educação e neurociência cognitiva, fundadora do SOS Educação ao lado de Taís Bento, sua filha. Embora isso possa parecer um monstro de sete cabeças, pode ficar tranquilo que separamos algumas dicas para te ajudar a incluir os estudos na rotina do seu filho:

-Publicidade-

Você não é professor (e está tudo bem!)

Estamos vivendo algo único e inimaginável. Ninguém espera que você substitua por completo o papel do professor. O importante é dar o seu melhor, permitindo que seu filho mantenha o ritmo para quando as aulas forem retomadas. Então, já sabe: sem cobrança e sem culpa!

Use a criatividade para tornar o estudo do seu filho um momento de diversão também (Foto: iStock)

Criatividade é tudo

Aprender pode (e deve) ser divertido. É hora de sair da zona de conforto e testar atividades diferentes, com o que tem à disposição. A variedade manterá a criança entretida ao mesmo tempo em que traz diferentes ensinamentos – que vão muito além do português e matemática, e colaboram para o desenvolvimento do seu filho

Cada um no seu quadrado

Assim como manter as horas de estudo é fundamental, também ressaltamos a necessidade de ter momentos de descanso e brincadeiras. Esse período de lazer não apenas é importante para a saúde mental e física do seu filho, como para que você também possa dedicar um tempo a si mesmo.

Todo mundo precisa participar

Para construir essa nova rotina, é bacana incluir o seu filho. Até as crianças menores podem participar do processo, podendo, por exemplo, colar em um quadro imagens que representam cada uma das atividades. Já os mais velhos podem ajudar na definição dos horários. Isso irá mostrar que eles estão sendo escutados e dá motivação para colaborar.

Você não é uma super-heroína

Parece óbvio, mas muitas vezes isso é esquecido e estas tarefas acabam sobrecarregando a mãe. Por isso, vale lembrar: divida as tarefas com quem está em casa. Se ambos os pais estão lá, uma sugestão é intercalar etapas em que cada um dá assistência ao filho para que o outro possa se concentrar melhor no trabalho.

Aproveite a tecnologia como sua aliada e mantenha contato com a escola também (Foto: iStock)

A tecnologia não é vilã

Muito pelo contrário, ela pode ser uma ótima aliada para ensinar, seja por meio das aulas virtuais ou até de jogos, que podem trazer discussões interessantes para a mesa de jantar. Obviamente, esse momento deve ser supervisionado pelos pais para garantir que as crianças acessem conteúdos seguros e apropriados para a idade.

Mantenha a curiosidade

Não cabe aos pais ensinar os novos conteúdos para as crianças. Isso está sendo feito por meio das aulas online ou será retomado com o retorno à escola. Mas pode ser interessante aproveitar os assuntos que surgirem a partir de filmes, leituras e brincadeiras para explicar ou apresentar essa questão, mas apenas como mãe e pai, ok? Sem obrigações extras. 

Não esqueça da rede de apoio

A escola e os pais precisam funcionar como parceiros. É essencial que ambos cumpram o seu papel nesse momento para oferecer o melhor às crianças. Por isso, é interessante manter o diálogo aberto para que possam tirar dúvidas e esclarecer qualquer questão. 

O lado positivo é estar mais presente na educação do seu filho (Foto: iStock)

Esse período também tem destacado a importância da participação dos pais na educação dos filhos. O suporte, atenção e envolvimento fazem toda a diferença no desenvolvimento completo da criança. “O importante é dar o melhor de si, dedicar sua energia para que o trabalho seja entregue, terminado, mas sem aquela cobrança do impossível. Não tem porque se cobrar ao extremo para que a produtividade seja a mesma. Só precisamos aceitar que desta vez está acima de qualquer ser humano sozinho dar as respostas ou consertar um problema para o qual não existe ferramenta inventada ainda”, finaliza Roberta.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-